[Netflix] Série: Orange is the New Black

Oi Galera, tudo bem?

Como bem dizem, o ano só começa depois do Carnaval. Isso está sendo provado aqui no blog.

Ando com ânimo e ideias para postagens, então vamos aproveitar e colocar tudo isso em prática.

Primeiro, eu tenho que confessar, eu tenho uma relação de amor com a netflix, tenho assinatura já faz um bom tempo, mas de 1 ano e meio pra cá que realmente está ficando bom.

Sempre que eu posso vejo um filme ou uma série, porque é sempre bom passar o tempo assim né? Netflix e sofá 😉

Como as opção são gigantes e as opções de séries e filmes aparecem de acordo com o que você assiste, as vezes é difícil escolher entre tantas opções, ou achar aquele filme que você está louco pra ver, mas não lembra o nome, então, pensando nisso, esse post vou dar dicas de tudo que eu assistir lá, e dar minha nota, assim caso você tenha o gosto parecido com o meu serve de ajuda.

orange-is-the-new-black-52e7a57275fd3

1ª indicação é a série Orange Is The New Black, é sensacional, gostei de todas as temporadas, e fico muito feliz em saber que dia 17 de junho a série volta ao ar e poderemos voltar a nos divertir com  a Alex e a Piper.

A Série tem uma mistura de realidade, com dramas, problemas familiares, diversão, e muitas outras coisas, e o principal abrange muito sobre os “dramas” femininos, mesmo que sejam contados dentro de um presídio.

Quem não viu ainda, garanto que não irá se arrepender. 😉

Nota: 4/5

 

Anúncios

Testando: DIY (Montagem de fotos)

Oi Pessoal, tudo bem?

Resolvi voltar aqui, não vou dizer que isso será algo recorrente, mas, sempre que bater aquela inspiração para escrever uma resenha ou vontade de compartilhar algo com vocês, farei o possível para escrever um post.

Bom, desde o ano passado eu tenho praticado fazer os milhares de DIY (Do It Yourself) que eu encontro por essa internet nossa de meu Deus, algumas coisas dão certo, outras nem tanto, mas o legal é tentar, usar a criatividade.

Hoje vou mostrar pra vocês algo que eu fiz, que é bem simples, mas fica muito lindo.

É uma montagem de fotos em formato de número. Você pode selecionar de algum momento especifico, ou várias fotos que você gosta, enfim…

Eu fiz para o meu namorado, quando completamos 3 meses de namoro, é algo simples, mas que eterniza vários momentos, tanto pelas fotos, quanto pelo formato da foto, para ficar mais legal, é só colocar em uma moldura, pena que eu não tenho foto aqui, mas fica muito bom 😉 .

3

Eu fiz esse de forma muito rápida, mas se você parar pra pensar bem, pode selecionar e colocar as fotos em locais estratégicos para que o corte do número não tire tanto da foto, esse aplicativo permite fazer vários formatos, vários, ai vai depender da sua criatividade em criar novas imagens.

A ideia para esse DIY, eu vi no site: Namorada Criativa , é muito lindo o site e as meninas são muito criativas de verdade, adoro, estou sempre olhando por dicas de coisas fáceis e legais de serem feitas.

No link, você vai encontrar o video mostrando como fazer certinho. Tentem, muito legal 😉

Comentem aqui e no site delas o que vocês acharam, e caso tenham dicas de DIY, podem me mandar, vou adorar testar.

Bjos

 

 

[Resenha] Não se Iluda, Não (Isabela Freitas)

Não se iluda, não capaLivro: Não se Iluda, Não.
Autora: Isabela Freitas
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Estrelas: 2,5/5

Sinopse:

Depois de passar um ano sem namorado, Isabela está determinada a realizar o grande sonho de ser uma escritora reconhecida. Resolve dar os primeiros passos anonimamente, criando um blog onde assina como ‘A Garota em Preto e Branco’. Em seu diário virtual, ela desabafa, fala dos amigos, dos não tão amigos assim, e confessa suas aventuras e desventuras amorosas. Assunto é o que não falta. Durante uma temporada agitada em Costa do Sauípe, na Bahia, acompanhada por Pedro, Amanda e sua insuportável prima Nataly, Isabela conhece o irresistível Gabriel, um sujeito praticamente perfeito, a não ser por um pequeno detalhe… Entre shows e passeios na praia, Isabela precisa admitir para si mesma que sente uma atração cada vez maior pelo seu melhor amigo. Em seu segundo livro, Isabela Freitas dá sequência às histórias dos personagens de ‘Não se apega, não’. Dessa vez, com a cabeça nas nuvens e os pés firmemente no chão, a personagem Isabela vai em busca daquilo que seu coração realmente deseja, mesmo quando seu caminho é bem acidentado e cada curva parece esconder uma nova surpresa.

Resenha:

Não se Iluda, não.

Quando eu gosto muito de algum livro e ele possui algum tipo de continuação eu crio extrema expectativa sobre o que está por vir, muitas vezes isso é bom, mas nesse caso, nem tanto.

São livros diferentes, mas eu não consigo analisar de forma individual, não consigo não comparar, o que faz esse segundo livro cair bastante no meu conceito, no meu gosto.

É um livro interessante, com boas e divertidas histórias, entretanto falta conteúdo, falta o clímax, falta o “algo” a mais, é apenas um livro de memórias onde se pode tentar tirar alguma coisa para a vida, mas pouca coisa mesmo, quase nada.

Considero um livro a ser lido, acredito que muitas vezes é questão de gosto, momento certo e entendimento, pode ser que daqui 10 anos faça algum sentido na minha vida, mas hoje eu digo que foi apenas um passatempo, mas por exercer esse papel já teve algum significado.

 

No Cinema – Estreias

Oi Pessoal, tudo bem?

A ausência aqui no blog já está tão comum que nem tenho mais como me explicar, já pensei em abandonar, ou deixar parado mais alguns meses e depois retornar com força total, mas não dá, tenho compromisso com autores, comigo e com quem acompanha.

Assisti milhares de filmes desde que eu parei de postar, mas fiz poucas resenhas, vou tentar falar um pouco deles, espero conseguir.

Mas, para a postagem de hoje, vim apenas apresentar as estreias do mês de novembro, são poucas, mas 1 delas já vale pelo mês todo.

5/11

007 Contra Spectre

18/11

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final


Pra quem não sabe, o livro A esperança foi o que eu mais gostei da trilogia, então estou aguardando ansiosa pelo filme.

Alguma indicação de filme ou série? Deixa nos comentários, vou adorar.

Beijinho

Resenha – O Último Homem do Mundo (Taís Cortez)

capaLivro: O Último Homem do Mundo
Autor:  Taís Cortez
Editora: LER Editora
Páginas: 223
Estrelas: 4/5

Sinopse:

Amanda é uma garota rebelde e problemática. Filha de Patrícia Oliveira, uma atriz mundialmente famosa, ela se ressente do comportamento da mãe, que trabalha demais e dedica seu pouco tempo livre para namorar. Depois de ser expulsa dos três últimos colégios, Amanda é matriculada contra sua vontade no Educação de Elite, o colégio interno mais renomado do país, onde apenas os filhos da elite nacional estudam. Determinada a conseguir mais uma expulsão, ela é capaz das maiores loucuras, mas seus planos acabam sendo frustrados por suas colegas de quarto, por uma inspetora intrometida e um diretor paciente. Lá ela também conhece Ricardo, o garoto mais popular e mulherengo do colégio. A atração entre eles é imediata, mas isso não impede que se odeiem ferozmente e que façam de tudo para prejudicar um ao outro. No entanto, o destino os forçará a unirem forças por um bem maior, e Amanda perceberá que, às vezes, o último homem do mundo de sua consciência pode ser justamente aquele que seu coração decide escolher.

Resenha:

As primeiras páginas de um livro normalmente definem a leitura, isso acontece de vários aspectos, pelo menos comigo, com esse livro a narrativa me cativou desde o início, o que foi e é crucial para que eu consiga terminar um livro, pois bem, O último homem do mundo possui uma narrativa leve, simples e prazerosa de ser lida, as páginas fluem rapidamente sem que você se dê conta de que o tempo está passando.

A abordagem inicial, da garota rebelde, me parecia, de inicio, que se tornaria um livro clichê, a garota com problemas familiares superficiais que faz de tudo para chamar atenção dos pais, mas, e eu adoro dizer isso: mas… fui totalmente surpreendida, temos muitas coisas diferentes no livro, como: romance adolescente (para quem gosta), problemas familiares, problemas sociais, identificação do seu papel como individuo dentro da sociedade, poder da amizade e a força de uma conversa franca.

Todos os temas são abordados de forma natural na narrativa, nada parece ter sido jogado dentro da história, até mesmo o final, que te deixa com gostinho de quero mais, só que tudo na medida certa.

Pra mim, uma boa história tem que saber dosar as coisas, não pode ser igual novela que só conta tudo no último capítulo, mas também não pode contar tudo de uma vez, os fatos tem que fluir, acontecer, de norma natural.

A Taís conseguiu me encantar de verdade com esse livro, a escrita é maravilhosa, o tema, os personagens e a critica social, mesmo que eu quisesse mais da parte social, entendo que nesse livro não faria sentido, mas de qualquer forma foi incrível ler que ela conseguiu dentro de um romance colocar algo que nos faça pensar no próximo, analisar nossas vidas e os reais problemas que vivemos.

Estive com um “bloqueio” quanto a resenhas, perdi a conta de quando postei a última aqui no blog, mas terminei o livro a pouco, e senti uma vontade imensa de falar o que eu achei, porque quando a gente gosta de verdade de algo, quer que todo mundo saiba, independente do que seja, é sempre assim.

Não sou louca por romances adolescentes, mas esse com toda certeza do mundo esse tem seu lugar especial no meu coração.

“… – Pessoas comuns falam sobre pessoas. Pessoas extraordinárias discutem ideias. Pessoas comuns pensam em si mesmas.  Pessoas extraordinárias querem mudar o mundo. Pessoas comuns se cansam quando os obstáculos aparecem. Pessoas extraordinárias encontram forças quando todos já desistiram…”

Sobre a Edição:

Gostei muito da edição, principalmente a diagramação que é P E R F E I T A nenhum pouco cansativa, a capa é bonita e as folhas são muito boas, vale a pena.