Resenha – Mentirosos (E.Lockhart)

MentirososLivro: Mentirosos
Autor: E.Lockhart
Editora: Seguinte – Companhia das Letras
Páginas: 270
Estrelas: 5/5

Sinopse:

A Família Sinclair é rica e tradicional, mas que enfrenta um momento de decadência, e faz de tudo para manter as aparências, todos os verões o patriarca reúne suas três filhas e netos em sua ilha particular com mansões, objetos caros, mas insignificantes e muita ambição.

Os netos, Cadence, Johnny, Mirren  e o amigo Gat, formam os mentirosos, que todas férias vivem aquele mundo fantástico de ilusão, luxo e tradição.

Fugindo do esteriótipo Sinclair – brancos, loiros, altos e perfeitos – Gat encanta Cadence por sua forma de ser, e pelas coisas que fala, é o único que questiona aquele mundo de perfeição do qual vivem, é o único que conhece e entende que nem todos tem dinheiro para ter uma ilha particular, nem todos podem ter o que eles os mentirosos tem.

Devido ao jeito peculiar de Gat, Cadence a neta primogênita se apaixona por ele, de forma  proibida e arrebatadora, entretanto no verão dos quinze, esse amor/admiração, as risadas, perfeição, dinheiro e tradição, tudo desmorona.

Cady sofre um acidente que modifica sua vida, fica longe da ilha, da família e dos mentirosos durante dois anos, dos quais passa entre analgésicos fortes, dores de cabeça insuportáveis, e um vazio sobre o que aconteceu no verão dos quinze, após esse tempo Cady retorna a ilha para juntar as lembranças e entender o que aconteceu.

 

Opinião:

A primeira vez que vi esse livro foi na pagina de lançamentos do Skoob, depois no evento porre literário na Fnac, e não tive muita vontade de ler, pelo simples fato de que achei a capa nem um pouco chamativa, sim eu julguei pela capa.

Após algum tempo foram surgindo resenhar e ótima avaliação do livro a tal ponto que resolvi comprar e julgar pelo que realmente é válido, a história.

O livro é totalmente diferente do que eu já li, a narrativa é inovadora e leve, te faz entrar na história como se você fosse um dos personagens, há muito tempo não passava por isso, nem sei dizer qual foi a ultima leitura que me fez mergulhar na narrativa desse jeito.

Tive o prazer de conhecer esses personagens, que eram apresentados de forma abrangente, todos tinham uma vida e apesar da evidência ser a Cadence, acompanhávamos a personalidade de cada um, seu jeito, suas peculiaridades, a maneira de falar, enfim, conhecemos “pessoas” diferentes, como são de fato, igual na vida real.

Me identifiquei muito com a Mirren, achei ela a mais pé no chão, atenciosa e verdadeira, sempre pensando nos outros, sendo gentil, amorosa, sei que tudo foi dado pela visão da Cadance o que pode não transmitir o real, mas foi o que a autora quis passar e essa personagem me conquistou, queria saber mais sobre ela, uma sonhadora nata, buscando a felicidade e muitas vezes inventando fatos que gostariam que fossem verdade, sejamos sinceros, muitos adolescentes fantasiam e tentam viver aquilo que suas imaginações desejam.

Quanto ao Johnny, o que dizer? o clássico primo “pentelho” aquele que fala a verdade sempre, independente de quem seja, e está sempre fazendo piadas, tenho primos assim e ri muito fazendo comparações e lembrando dos meus momentos familiares.

Cady e Gat são o casal improvável mais legal, pelo simples motivo que retratam como é o começo dos relacionamentos entre adolescentes, exceto é claro para pessoas mais “ousadas”, são acima de qualquer coisa amigos e isso é lindo de ler, o suporte que ele dá à ela é incrivel, sempre ajudando, amparando e sendo acima de qualquer coisa um bom ouvinte, mas não é um chato daqueles romances melosos, ele parece real. Sua consciência política e social dá um toque mais sério ao livro nos fazendo refletir dentro daquele contexto “feliz” e sem “problemas”.

E. Lockhart fez um ótimo trabalho quanto ao mistério que envolve os mentirosos, apesar de só sabermos do acontecido no final do livro, não achei estafante esperar, pois a todo minuto descobríamos um fato novo, um “drama” novo da família Sinclair, e bom após certa parte que eu fiquei de boca aberta e a cena ficava passando na minha cabeça repetidas vezes eu pensei, nossa agora a capa faz todo sentido e dá um “desfecho” sensacional ao livro.

Todo família tem seus problemas, suas manias, mentiras e apesar de qualquer eventualidade serão sempre uma família.

Todo mundo que puder leia o livro, ele passa tantas mensagens diferentes que eu imagino que cada um se identificará ou absorverá melhor algo.

“Olhamos para o céu.Tantas estrelas.Parecia uma celebração, uma festa grandiosa e proibida que a galáxia fazia depois de colocar os humanos para dormir.“

“…- Como se falar sobre uma coisa fizesse melhorar. Como se feridas precisassem de atenção”

Anúncios

7 comentários sobre “Resenha – Mentirosos (E.Lockhart)

  1. Olá,
    Gostei muito da sua resenha. Até agora todas as que eu li só traziam coisas positivas, também gostei muito do que você falou dos personagens e acredito que seja uma leitura maravilhosa.
    Espero ler em breve e te falo o que achei.
    Beijos
    Bruna 🙂

    Curtir

  2. Esse também é um dos livros de minha lista. E gostei de saber que é como se fosse um personagem dele. Amo livros desse jeito. Amo mergulhar na leitura como você disse e me sentir como se fosse ele. Gostei muito mesmo.

    Curtir

  3. Eu achei a resenha e a sinopse pft, vc está de parabéns pela sua resenha, e como vc deu 5 estrela e pela sinopse e pela resenha vi que é legal, vou colocar eles na minha lista para comprar.
    Obrigado, bjs Geovane

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s